| em 05 maio 2009

O casal e as dinfuções sexuais

As disfunções sexuais masculinas são um problema do indivíduo, porém também são um problema do casal. O fato de não poder desfrutar da plenitude da vida sexual, pode gerar conseqüências negativas na relação, de maneira que a disfunção sexual pode produzir problemas na relação afetiva do casal. É por isto que a melhor maneira de enfrentá-la é com ajuda e colaboração da parceira. A participação da parceira no processo terapêutico é tão importante que se converte em um instrumento essencial para o êxito do tratamento.


Entendendo seu parceiro

Se seu parceiro sofre de alguma disfunção sexual, é provável que não queira conversar com você, ou que o faça com desdém, diminuindo a importância; ou pode ser que simplesmente aceite a contragosto que precisa de ajuda, porém não tome as providências necessárias para encontrar um tratamento. Qualquer que seja a reação de seu parceiro perante o problema, o importante é entender porque reage como o faz.


Pense no seguinte:

Nós homens não gostamos de ir ao médico.

Nós homens não gostamos de falar de nossos problemas, e muito menos deste tipo.

Para nós homens, é vergonhoso que os demais (incluindo nossas parceiras) saibam que sofremos de alguma disfunção sexual

Nos homens podemos nos sentir vencidos por uma dificuldade, porém acreditamos que seremos fracos se pedirmos ajuda.


Chaves para a comunicação

A princípio, é menos íntimo relacionar-se sexualmente do que falar sobre isto. Comunicar-se só leva resultados positivos para uma relação. Uma disfunção sexual pode causar o distanciamento emocional de seu parceiro. Não deixe que a falta de comunicação se interponha em sua vida sexual. Falar com seu parceiro pode ser o primeiro passo para voltar a descobrir a intimidade.

Se ele não comentar sobre o assunto, inicie você a conversa. Muitos homens se sentem reconfortados quando suas parceiras estão dispostas a falar do problema abertamente. A comunicação é uma boa oportunidade para compartilhar seus sentimentos e esclarecer mal-entendidos. Tudo o que ajuda a prevenir mal-entendidos está destinado a ter efeitos positivos.

Se seu parceiro não quer reconhecer a existência do problema, faça-o enxergar a situação de maneira educada e com muito tato. Apresente a ele toda a informação que possa sobre o assunto em questão. Quando a comunicação se dá com carinho e com desejo de se conhecer melhor, tal atitude quase sempre é bem recebida. Muitos homens confessam que aprenderam a falar sobre sexo graças a suas parceiras, e que a elas são imensamente agradecidos.

Dê importância ao problema, para que seu parceiro não se preocupe mais do que se deve. A capacidade para compartilhar com o parceiro sentimentos e pensamentos sobre o sexo é um fator altamente relacionado com uma boa relação sexual.

Não permita que algum conceito possa cair em censura. A censura é um dano muito grave, muitas vezes irreparável, que pode acabar tendo impacto muito negativo sobre o parceiro. É importante assimilar que seu parceiro é tão especial quanto você, e o que para você pode ser uma comunicação adequada, pode não ser bem recebida pelo outro.


Destacado

Muitos homens descobrem que suas parceiras realmente desejam ajudá-los a recuperar a vida sexual. Manter abertas as linhas de comunicação com seu parceiro, ajuda a conservar a intimidade e estimule o apoio emocional. Não desista, não assuma que o problema é uma parte normal de seu parceiro.

Sexo é vida, saúde e bem-estar. Melhore sua vida sexual

Fonte: www.bostonmedicalgroup.com.br



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):