| em 21 novembro 2008

Grávidos de um Projeto Divino

Disse-lhe, então, o anjo: Maria, [...] eis que em teu ventre conceberás (Lc 1. 30, 31)

Você percebe o peso da responsabilidade de Maria, a partir dessa revelação? Somente alguém muito comprometido com Deus poderia entender esse peso de glória e o precioso conteúdo dessa revelação! Por isso, Maria não foi escolhida aleatóriamente. Deus viu algo de especial nessa mulher e quero afirmar com absoluta convicção: ela era digna de confiança; não abortaria o projeto de Deus.

Você já imaginou se o Senhor entregasse esse projeto, gerado em Seu coração de amor, a uma pessoa sem princípios, responsabilidade e compromisso com Ele? Esse tipo de mulher poderia até abortar. Aliás, quantas pessoas já abortaram, pela vida afora, grandiosos projetos de Deus?

No pincípio, o projeto é um sonho, com visões e profecias. Essa revelação de Deus é recebida com alegria, e o Espírito Santo confirma de modo bastante claro que o Senhor atenderá os desejos do coração. Porém, a sobrevivência de um projeto dependerá da firmeza do coração de alguém no Senhor. Somente suas convicções poderão levá-lo ao sucesso. Só que, com o decorrer do tempo (o período de gestação) e o confronto com as dificuldades, que obviamente se manifestam, ocorre o esfriamento do ânimo e a acomodaçao. Então, a letargia pode neutralizar as ações da pessoa, levando-a a abortar o projeto de Deus.

Sabe o que acontece se Deus lhe deu uma revelação, se o "engravidou" de um grande projeto, implantando em sua vida uma semente divina, pela ação do Espírito Santo, e você abortou? Acredite: você perdeu a credibilidade diante do Senhor; Ele perdeu a confiança em você. Não adianta dar explicações ou justificativas, pois, para Deus, isto é inaceitável!

Quantos vivem pedindo coisas novas ao Senhor, mas não concluíram aquelas primeiras obras! Abortaram! E quando abortaram, mataram algo que pertencia a Deus, e a Ele deverão prestar contas. Tenho certeza de que você ou alguém bem próximo já passou por crises e sofrimento, lutando para que o projeto de Deus para sua vida pudesse sobreviver, mas não suportou o peso de glória, não confiou na providência divina, desistiu, e acabou abortando.

É muito comum encontrarmos cristãos que dizem possuir um ministério, no entanto, é mais comum ainda não vermos esses ministérios em ação. Manifestam-se como se um propósito de Deus fosse ser cumprido em sua vida, mas, depois de algum tempo, procuramos por eles e não achamos, porque não permaneceram no lugar determinado por Deus, não aguardam com paciência as instruções do Espírito Santo e do anjo da Igreja.

Estas pessoas nunca conseguem gerar filhos, marcar vidas, causar impacto positivo e mudar histórias, porque permitem que o diabo mate aquilo que Deus plantou no coração delas, que o inimigo arranque a semente que é colocada pelo Agente gerador, o Espírito Santo.

O aborto é uma ação criminosa contra os projetos de Deus. Então, levante um clamor para repreender toda a ação demoníaca, para que o inimigo não consiga tocar naquilo que está sendo gerado dentro de você por obra e graça do Espírito Santo, pois Deus está depositando uma nova semente na sua vida, um novo projeto, ou um projeto perdido, mas agora restaurado.

Profetizo que você não abortará os projetos que o Criador tem para sua vida, e Ele irá honrá-lo. Se você pode crer nisso, glorifique ao Senhor!


Pr Josué Gomes, presidente das Igrejas Evangélicas Ministério Plenitude, conferencista e escritor.

Fonte: Revista Fiel - setembro 2009



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):