| em 22 fevereiro 2010

Dedo, chupeta e os problemas para os dentes das crianças

Com a chegada dos primeiros dentes, o ideal é que a criança pare de chupar o dedo ou a chupeta

Na fase dos dentes de leite, uma das preocupações dos odontopediatras e dos pais é o hábito de usar chupeta ou chupar o dedo. Esses hábitos correspondem a um instinto natural dos bebês, o da sucção, e, principalmente para os que não mamam no peito, são uma espécie de mal necessário - o bebê precisa mesmo sugar e não se deve privá-lo disso.

Porém, os movimentos de sucção realizados para chupar o dedo ou a chupeta estão longe de ser os ideais para a dentição do bebê. Diferentemente dos movimentos para sugar o peito, não favorecem de forma correta o desenvolvimento da musculatura e dos ossos faciais, prejudicando assim a deglutição, a mastigação e a fala. A freqüência, a intensidade e a duração desses hábitos podem determinar problemas ortodônticos nos dentes permanentes.

É mais fácil controlar esses três fatores (freqüência, intensidade e duração) com a chupeta do que com o dedo. A primeira pode ser retirada em momentos estratégicos (assim que o bebê adormece, por exemplo) e o dedo está, literalmente, "sempre à mão". É mais fácil, também, tirar a chupeta na época necessária ? sendo o ideal até os 2 anos, segundo os dentistas. Mas eles também acreditam que, se o hábito for removido até os 3 ou 4 anos, eventuais problemas ortodônticos podem ser revertidos.


O que o hábito pode causar

- Deixar a arcada muito estreita ou muito aberta.

- Favorecer a mordida cruzada.

- Empurrar os incisivos superiores para frente.

- Prejudicar o formato do palato (céu da boca).


Como minimizar esses efeitos

- Use chupetas ortodônticas.

- Não ofereça a chupeta a todo momento nem ao menor sinal de choro do bebê.

- Não deixe a chupeta pendurada na roupa ou em correntinhas, sempre à disposição.

- Assim que a criança adormecer, retire a chupeta.

- Se o bebê chupa o dedo, tente substituir pela chupeta ortodôntica.

- Quando a criança estiver com o dedo na boca, atraia sua atenção para atividades que ocupem as mãozinhas.

por Iara Biderman

Fonte: Crescer



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):