| em 18 fevereiro 2010

Guia Internacional de Bebidas Saudáveis


Quais são as bebidas mais saudáveis e o que deveríamos levar em conta na hora de ingeri-las.


Água

O valor energético da água é nula, quer dizer tem zero calorias, e embora sua contribuição em minerais, tais como cálcio, magnésio, flúor, fósforo, etc., é mínimo, cumpre um aporte necessário.

A ingestão de água é extremamente importante já que cumpre um fator muito importante na hidratação, especialmente no verão, quando as temperaturas são elevadas. No que se refere a nossa área de fitness e esporte, a contribuição com hídrico é indispensável na hora de realizar exercício, sobre tudo se for de larga duração. Durante anos existiu um mito que dizia que ingerir água antes da prática esportiva era uma ação perigosa, mas isto não é outra coisa que um mito sem a mais mínima base científica. A hidratação deveria realizar-se antes, durante e depois do exercício físico. Também a água cumpre um fator importante naquelas pessoas que estejam realizando algum tipo de dieta para perder peso.


Chá e café

O chá e o café estão muito arraigados em nossa cultura, formando parte de nossas relações sociais, nas que compartilhamos nossos encontros com familiares, amigos, colegas de trabalho, copo de chá ou café está sempre no meio.

Estas bebidas deveriam ser ingeridas com moderação, já que são bebidas estimulantes.

O chá possui um terço menos de cafeína que um copo de café. Entretanto tem a seu favor uma quantidade de antioxidantes e micronutrientes, os quais poderiam reduzir levemente o risco cardíaco e renal.

Embora o estudo não associou a ingestão moderada de café (até 3 copos diários) com o risco cardíaco e hipertensão, não obstante a cafeína é um estimulante e muitas populações o utilizam com o objetivo de enganar o cansaço e o sono. Tais atitudes não são nada saudáveis.

A ingestão de café em ansiosos poderia favorecer os transtornos do sono e seu consumo está totalmente desaconselhado nas crianças. Não fica muito claro que efeitos tem a cafeína sobre os períodos de gestação. Por dita causa muitos obstetras desaconselham seu consumo ou o limitam a dois copos de café por dia.


O Leite

O leite subministra importantes contribuições de Vitaminas D e cálcio e é o primeiro alimento que recebemos desde que nascemos. Não deveríamos pensar que só deveria ser ingerido pelas crianças já que está demonstrado que sua ingestão favorece a pessoas de todas as idades. Portanto é aconselhável o consumo de leite desnatado, descremado, fermentado, e bebidas de iogurte.

As bebidas doces que possuem poucas calorias, usualmente conhecidas como bebidas light, seriam mais apropriadas que suas correspondentes bebidas açucaradas. Não obstante, está se investigando sobre os efeitos que poderiam ter sobre o organismo o consumo de alguns tipos de adoçante como pode ser o “aspartame”. Certamente passarão alguns anos para poder ter dados concretos sobre os efeitos dos adoçantes.

Portanto, sustento que seu consumo deveria ser mais que moderado e deveríamos evitá-lo como fonte de reposição de líquidos e como substituição da água para a hidratação.


Bebidas Isotônicas

As principais características que demonstram seus fabricantes são a contribuição dos minerais perdidos durante a prática esportiva junto à contribuição com energético e a reposição de líquidos. Entretanto, estes anúncios estão orientados à população em seu conjunto a quem pratica exercício físico. O que tento esclarecer é que o consumo destas bebidas não é necessário naquelas pessoas que não praticam exercício físico ou que realizam exercício físico de forma amadora ou moderada. Inclusive seu consumo é contraproducente porque procuram ter um alto conteúdo de açúcares (entre 2 e 8 %) com o qual favorecem o aumento de peso corporal e níveis de glicose em sangue.

Por outro lado, o consumo deste tipo de bebida só seria apropriado para aquelas pessoas que realizam exercício físico intenso e prolongado durante mais de uma hora e meia.

Também é importante destacar que estas bebidas podem ser preparadas em forma caseira, com apenas adicionar em um litro de água, um limão espremido e uma percentagem entre 2 e 5 % de açúcar ou ainda melhor glicose, junto com um pingo de sal. Embora esta bebida caseira não contribua a mesma quantidade de minerais que uma bebida comercial, está demonstrado que com uma dieta rica e variada obteríamos a quantidade de minerais suficientes para a prática de exercício físico intenso e prolongado.


Sucos de frutas

Os sucos de frutas estão entre as 3 bebidas mais consumidas na Espanha. Embora contribuam com importantes quantidades de minerais e vitaminas a nosso organismo, os especialistas aconselham não substituir as frutas por sucos, já que não é saudável ingerir mais de um terço da porção de fruta diária em sucos.

Temos que levar em consideração a quantidade de sódio e açúcar que contêm os sucos, já que os sucos que contêm altos níveis de sódio podem ser contraproducentes para pessoas com hipertensão arterial e aqueles que contenham quantidades de açúcares elevados poderiam afetar a pessoas diabéticas ou propensas a este tipo de enfermidades.


Bebidas energéticas

O furor pela ingestão de bebidas energéticas é um fenômeno globalizado, já se vendem 100.000 latas em mais de 130 países. Estas bebidas não são absolutamente saudáveis e não nos ajudam a nos manter vitais.

A Doutora Janeth Ceja, pediatra do Hospital Kaiser Permanente do Riverside, USA, sustenta que este tipo de bebida não é boa para a saúde já que não contém nenhum valor nutritivo. Esclarece que “os componentes principais destas bebidas são a cafeína e o açúcar, razão pela qual dão essa sensação de energia e potência”.

“Uma lata destas bebidas equivale a três copos de café e contém entre cinco e sete colheradas de açúcar”, explica a doutora. “Este consumo de cafeína e açúcar, que pode duplicar-se ou triplicar-se segundo a quantidade de latas que se consumam diariamente, vai ser prejudicial para a saúde a curto, médio e longo prazo”.

A doutora Ceja adiciona que por seu alto conteúdo de cafeína, a ingestão destes preparados produz importantes problemas como taquicardias e arritmias, estímulo exagerado do sistema nervoso, irritabilidade, tremores, dores de cabeça, obesidade, hiperatividade e insônia.

Por outro lado a dentista Bertha Alarcón, pertencente à Sociedade Americana de Dentistas, sustenta que por seu alto conteúdo de açúcar, sua ingestão produz danos na arcada dentária dos adolescentes.

O problema é ainda maior, explica a Dra. Janeth Jace, quando se mescla a ingestão destas bebidas energizantes com álcool, drogas, pastilhas para emagrecer e fármacos para o controle da pressão arterial.


Quantidade aconselhável:

Água: 8 copos por dia
Chá: 2 a 3 copos por dia
Café: 2 a 3 copos por dia
Leite Baixo em Graxas: 2 copos por dia
Bebidas Light: 1/2 copo por dia
Bebidas Açucaradas: Tratar de evitá-las
Bebidas Energéticas: Tratar de evitá-las

Traduzido por: Teu Corpo.com.br

Fonte: http://www.portalfitness.com/



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):