| em 22 abril 2010

Tudo sobre colesterol: saiba como baixá-lo

O colesterol é essencial no corpo visto que tem funções importantes: Principalmente ajuda a criar células e as reparar. Também produz hormônios como estrogênios e a testosterona. Além disso, se converte em ácidos biliares para ajudar na digestão dos alimentos. Encontra-se em grandes quantidades no cérebro e na malha nervosa. O fígado produz suficiente colesterol para satisfazer as funções do corpo.

Há dois aspectos a considerar, primeiro é a importância que tem nestes processos e o outro, muito diferente, a elevação dos níveis de colesterol no sangue acima dos considerados adequados, o que pode ocasionar importantes problemas de saúde, já que este nível excessivo de colesterol está diretamente relacionado com a aterosclerose.

Os riscos começam quando a ingestão alimentar excede os requerimentos do corpo. O colesterol se obtém de fontes animais como: carne, fígado, rim, ovos e lácteos.

O colesterol não esta presente em fontes vegetais como frutas e verduras, e tampouco pode o colesterol fluir livremente no sangue, mas sim se transporta em lipoproteínas. Estas são células que contêm triglicérides e colesterol no centro, e estão rodeadas de fosfolipídios e proteínas hidrossolúveis. Isto permite aos lipídios mover-se no sangue. As 4 lipoproteínas diferem uma da outra em seu conteúdo de proteína, triglicérides e colesterol. Duas destas, a HDL e LDL, são as mais familiares para as pessoas que estão cientes de sua saúde do coração e casos sangüíneos.

O colesterol HDL é chamado de colesterol bom, porque sua alta concentração no sangue está associada com o baixo risco de um ataque do coração. O HDL contém mais proteínas que triglicérides e colesterol, e ajuda a tirar o colesterol das paredes arteriais. Também leva o colesterol das células ao fígado, para ser reusado, para ser convertido em ácidos biliares ou para ser descartado.

O colesterol LDL é chamado de colesterol ruim, porque esta associada com um alto risco de enfermidades do coração. O LDL se oxida e se deposita nas paredes arteriais e começa o que se conhece como aterosclerose, ou o endurecimento das artérias. Outros fatores de risco são o histórico familiar de enfermidade, a idade, fumar, hipertensão e diabetes mellitus.

As pessoas mais suscetíveis a riscos relacionados a altos níveis de colesterol são aquelas com: pressão alta, obesidade, diabetes, vida sedentária entre outros.

Parâmetros de Colesterol no sangue.

Desejável Limite de Precaução
Colesterol total – 200 200-240 + 240
Colesterol HDL + 45 35-45 – 35
Colesterol LDL – 130 130-160 + 160

Algumas recomendações nutricionais incluem:

- Procurar uma dieta balanceada
- Começar um programa de exercício
- Não comer mais de 3 porções de carne magra por semana
- Tirar a graxa dos alimentos antes de cozinhar, como carne e frango
- Comer porções de peixe e evitar camarões.
- Tomar lácteos desnatados e baixos em graxa
- Não exceder a ingestão diária de graxa de 30%, e 10% de graxa saturada
- Apoiar-se com suplementos alimentares para melhorar a dieta

Controlando o Colesterol

O exercício e a atividade física diária podem ajudar a reduzir o nível do LDL, mas também ajuda a aumentar os níveis do HDL.

O estresse esta diretamente relacionado com níveis de colesterol. Estudos também revelam que as pessoas ingerem alimentos altos em graxas quando se encontram sob estresse, causando riscos por altos níveis de colesterol.

Uma dieta baixa em graxa saturada e colesterol ajuda as pessoas com problemas de saúde originados pelo alto colesterol.

Os hábitos alimentares são chave na redução do alto colesterol. Embora em alguns casos, isto provoque dietas muito restritivas, na realidade na maioria, simplesmente se requer um enfoque prudente quanto à quantidade de graxa que se ingere.

Quando um paciente se encontra em um nível elevado de colesterol, recomenda-se a fase 1 do programa recomendado pela AHA. Neste programa se permite ingerir de 8-10% das calorias diárias, em graxa saturada; o 30% do total de calorias em graxas e menos de 300mg de colesterol ao dia.

Se esta fase não for bem-sucedida, a seguinte limita o consumo de graxa saturada aos 7%, e colesterol não maior que 200mg. Esta fase é para pessoas com enfermidades do coração.

Quais suplementos alimentares podem ajudar a tratar os problemas de colesterol?

A única vitamina que provou ser efetiva em diminuir os níveis de colesterol é a niacina. Também se conhece como Vitamina B3 ou Vitamina H.

Não somente reduz os níveis de colesterol, mas é efetiva em aumentar os níveis da lipoproteína (HDL) no sangue.

É crítico, entretanto, reconhecer que a quantidade de niacina requerida para obter estes benefícios supera 100 vezes o RDA desta vitamina.

O consumo de altos níveis de niacina deve ser sob supervisão médica, por seus potenciais efeitos secundários, como: problemas de fígado e aumento nos níveis de açúcar no sangue.

Por outro lado, alguns estudos revelaram que o uso de antioxidantes podem ser eficazes em reduzir os níveis de colesterol no corpo. Tal é o caso da Vitamina E. Embora não seja completamente provado, estudos iniciais determinam que os antioxidantes ajudam a eliminar o colesterol no sangue.

Por outro lado, as pessoas com propensão ou problemas de Colesterol devem contar com uma dieta adequada e, além disso, contar com a supervisão de um médico.

Tradução: Teu Corpo.com.br

Fonte: http://www.midieta.com.mx/



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):