| em 01 maio 2010

10 Respostas sobre óculos e crianças

Seu filho precisa usar óculos? Tire todas as suas dúvidas sobre o assunto

1. Que cuidados é possível tomar na gravidez para evitar que as crianças tenham doenças oftalmológicas?

É importante fazer o pré-natal e se prevenir contra doenças infecciosas que podem causar problemas oculares no feto. A rubéola e a toxoplasmose, por exemplo, chegam a provocar catarata e até cegueira.

2. O que pode ocorrer nos olhos do bebê nos primeiros dias de vida?

Algumas doenças oculares sérias podem aparecer logo após o nascimento, entre elas a catarata congênita, a inflamação intraocular e o tumor intraocular (retinoblastoma). No entanto, como a criança ainda é muito pequena, os sintomas não são facilmente percebidos. Por isso, é importante fazer o teste do reflexo vermelho, chamado de teste do olhinho, realizado gratuitamente em algumas cidades nas primeiras 48 horas de vida. O médico incide uma luz de sistema refletor na retina, que é vermelha, para observar se há simetria entre as cores refletidas e diagnosticar possíveis doenças.

3. Como saber se meu filho está precisando de óculos?

Quando há precedente familiar, redobre a atenção para possíveis sinais de visão baixa. Quando o esforço para enxergar é muito grande, os olhos lacrimejam, ficam vermelhos e a criança pode ter dor de cabeça. Também é comum ela se aproximar demais de livros e da televisão. O rendimento na escola pode cair e tanto os pais quanto os professores podem atribuir o mau desempenho a déficit de atenção ou até atraso mental, quando na verdade a criança perde o interesse nos estudos por sentir dificuldades para ler e prestar atenção. Sempre é preciso consultar um oftalmologista.

4. Quando devo levar meu filho no oftalmologista?

Se for diagnosticada alguma anormalidade no teste do reflexo vermelho, o médico irá encaminhar o caso para um oftalmologista imediatamente. Se estiver tudo certo, a primeira consulta pode ocorrer por volta de 3 a 4 anos, antes que ele comece a ter mais dificuldades na escola.

5. Posso fazer algo para identificar um problema ocular?

Os pais podem testar a visão dos seus filhos em casa, da seguinte maneira: pegue dois objetos ou brinquedos semelhantes, com os quais a criança esteja familiarizada, e mostre-os a aproximadamente quatro metros de distância dela. Tampe um olho e pergunte o que é cada um deles, repetindo o mesmo com o outro olho. Com os bebês, basta tampar os olhos da mesma maneira e observar quando houver algum tipo de reação, pois ela indica que um olho saudável está sendo obstruído. Mas lembre-se que só o médico pode confirmar algum problema.

6. Quais são os problemas de visão mais comuns em crianças?

Os mesmos que acometem os adultos: hipermetropia (dificuldade para enxergar de perto), miopia (dificuldade para enxergar de longe), astigmatismo (dificuldade para perto e longe) e estrabismo (falta de paralelismo entre os olhos). Os sinais mais comuns são fechar os olhos e franzir a testa com frequência. Se o grau for alto, é importante corrigir o quanto antes, pois o desenvolvimento da visão só acontece até os 10 anos e depois fica mais difícil controlar o problema.

7. A partir de qual idade as crianças já podem usar óculos?

Não há idade mínima. Vai depender do problema ocular do bebê. Em casos de estrabismo, por exemplo, pode ser necessário usar óculos com 4 ou 6 meses. Existem armações adequadas para bebês, que são de silicone, mais leves e maleáveis. Algumas possuem elástico, tecido ou velcro para garantir melhor fixação ao rosto.

8. Quais são os melhores modelos de óculos para crianças?

O ideal é buscar óculos com armações leves e lentes inquebráveis, que sejam do tamanho adequado para o rosto da criança. Na hora de escolher, leve seu filho e não só a receita, assim você garante a melhor opção para ele.

9. Como convencer meu filho a usar óculos?

Converse com ele e explique a situação. Uma boa tática é mostrar a ele um desenho com e sem a correção, assim ele poderá assimilar melhor a necessidade de usar óculos. Dê preferência a modelos de personagens que ele goste e o faça participar do processo de escolha.

10. O uso de lentes de contato é recomendável?

Não há restrições para o uso de lentes em crianças. Até bebês podem usá-las, de acordo com o problema ocular. O que precisa ser considerado é a responsabilidade dos pais e dos filhos quanto aos cuidados necessários. É preciso muita atenção à higiene, para não irritar os olhos, e saber manusear o estojo, o soro e as lentes da maneira correta.

Fonte: Celia Regina Nakanami, chefe da oftalmologia pediátrica da Unifesp, e Paulo Grueennacher, oftalmologista do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba (PR)

por: Fernanda Carpegiani

Fonte: Crescer



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):