| em 08 maio 2010

Aprenda usar a rotina para acabar com a vida sexual morna

Em vez de criar situações especiais, apimente os dias em casa

Fantasias, presentes, massagens, jantares e flores. Tem horas que nem tudo isso junto é suficiente para tirar o relacionamento da rotina e melhorar a vida conjugal. "O problema é que muitos casais preocupam-se em criar momentos especiais e se esquecem de aproveitar o tempo livre, quando permanecem juntos", afirma a terapeuta de casais, Claudya Toledo. "Atitudes simples, como cozinhar juntos ou bater um papo descontraído são maneiras de animar o relacionamento".

Gastar as economias com uma viagem escandalosamente inesquecível vale como iniciativa para quebrar o gelo. Mas não adianta achar que esse tipo de fuga resolve o problema, isoladamente. "As estratégias só funcionam quando são planejadas em parceira a outras mudanças, praticadas diariamente", diz Claudya. No livro Sexo e Segredos de Casais Felizes(Editora Alaúde, 120 páginas), que acaba de lançar, a especialista ensina como usar os cômodos da casa para esquentar a relação. As dicas incluem do banheiro à sala de jantar e só dependem da disposição do casal para serem aplicadas. Veja a seguir uma seleção, feita pela própria autora a pedido do Minha Vida, com táticas para esquentar o relacionamento sem sair de casa.


Sala de estar

A sala de estar é um dos poucos ambientes abertos a todos que visitam a casa. Essa falta de privacidade pode funcionar como ponto de partida em uma brincadeira de conquista: vale experimentar carícias mais ousadas e fazer declarações antes do sexo. "A sala é o lugar para a sedução, onde o termômetro vai esquentando e as preliminares começam a ser praticadas".

Dica: o ambiente tem que ser tranquilo e confortável. Mas sem exageros, para não causar sono em vez de excitação. Um tapete fofinho e almofadas são mais instigantes do que o sofá na hora de ver um filme, por exemplo.


Cozinha

A cozinha é o lugar do fogo ? com todos os trocadilhos que sua imaginação permitir. É onde o casal tempera a relação e cuida do corpo para equilibrar as energias. Se for começar o jogo por aí, convide o parceiro para buscar cores, temperos e aromas ao preparar uma receita que aumente a temperatura corpórea e desperte o desejo.

Dica: "O gengibre é excitante na medida certa. Esperta o desejo sem pesar demais no estômago", afirma a terapeuta.


Sala de jantar

Sem dúvida é o cantinho da casa que mais tem cara de família. Se o casal não tem filhos, ela sugere um jantar a dois, com uma refeição leve e saborosa, música ao fundo e o casal sentado um de frente para o outro, olhando-se nos olhos. "É neste momento que o casal compartilha a sensação de construir uma família feliz, por isso é tão importante manter o equilíbrio neste ambiente", explica a terapeuta.

Dica: o cômodo é especialmente indicado para casais que sofrem com a falta de romantismo na relação. A sala de jantar combina aconchego e sofisticação na medida ideal. Decore o ambiente com flores e lenços transparentes. Velas e incensos aumentam o clima de mistério.


Banheiro

A terapeuta explica que o banheiro é um local difícil. Por um lado, banhos e massagens estimulam o envolvimento e a sedução entre os casais. Mas, quando o problema é o distanciamento, fica complicado romper a privacidade que domina a ocupação deste espaço. Isso sem esquecer a falta de conforto ? banheiros costumam ser apertados, frios e úmidos. "Tem que nem pensa em ir ao banheiro e deixar a porta aberta. Mas, num descuido, posso entrar de surpresa para fazer uma massagem e me expor ao meu parceiro", explica Claudya. Outra característica importante deste cômodo é a higiene e os sinais que ele revela sobre a sintonia do casal: "Muitas brigas acontecem por causa da calcinha no box, do cabelo no ralo ou dos respingos no vaso sanitário. São detalhes mínimos, mas geradores de muito desgaste quando a relação está em crise", afirma a terapeuta.

Dica: Prepare um banho com aromas e toalhas macias. Deixe vasilhas com pétalas de flores e água morna à disposição para mergulhar toalhas, que podem ser usadas para embrulhar o corpo e relaxar.


Quarto do casal

Claudya define o quarto do casal como o espaço da intimidade e do sexo. É nele, segundo a terapeuta, que o casal deve investir em descobertas sexuais, explorando todas as formas de prazer. "O casal jamais deve brigar no quarto, esse espaço precisa ser sinônimo de boas sensações, sempre", afirma.

Dica: tire a televisão do quarto do casal,evitando a dispersão enquanto vocês tiverem na cama.

Fonte: Minha Vida



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):