| em 06 junho 2010

Mulher: A importância de realizar os exames peridodicamente

A dupla ou, muitas vezes, tripla jornada de trabalho das mulheres é um dos principais motivos de negligência com relação à saúde. Envolvidas nos compromissos profissionais e familiares é comum não saberem precisar a data em que realizaram a última mamografia, por exemplo. “A solução para ter o controle da própria saúde é organizar um checklist com os principais exames e datas em que devem ser feitos", diz o radiologista Marcelo Secaf, sugerindo que tal relação de exames seja fixada em locais de acesso constante, como a parte interna do guarda-roupa ou na agenda profissional.

Existe uma série de exames que são importantes para a saúde da mulher. “Realizá-los periodicamente ajudará a prevenir ou identificar precocemente diversas doenças, inclusive câncer”, esclarece a ginecologista e obstetra da Maternidade Curitiba, Helena Maria Amorim. Os exames de rotina, indicados pelo ginecologista, por exemplo, trazem segurança para a mulher. “Por meio das consultas periódicas, a prevenção e os tratamentos se tornarão ainda mais eficazes”, garante a médica.

O diagnóstico precoce é fundamental para aumentar chances de cura de doenças que atingem particularmente as mulheres. Selecionamos alguns exames para que elas não sejam pegas de surpresa.


Exames ginecológicos

Existem dois tipos de exames capazes de detectar não só células malignas, mas infecções vaginais e doenças sexualmente transmissíveis: o exame pélvico, realizado pelo médico, no consultório, e o papanicolaou. Esses exames são indicados para mulheres a partir dos 18 anos, ou antes, se já mantiverem relações sexuais; mulheres que são ou foram sexualmente ativas, inclusive as idosas; e mulheres que estão entrando na menopausa. A mulher deve fazer testes laboratoriais para prevenção e tratamento das doenças, transmitidas durante a relação sexual (clamídia, herpes genital, gonorréia, sífilis, hepatite B e aids).


Auto-exame da mama e mamografia

Uma vez por mês, de preferência na hora do banho e após o período da menstruação, com o braço levantado, a mulher deve examinar, cuidadosamente, com as pontas dos dedos, as duas mamas. Se notar nódulos ou se houver secreção ao apertar os mamilos, deve procurar imediatamente o médico. Ele, certamente, solicitará uma mamografia. A mamografia é uma radiografia dos seios que, embora um pouco desconfortável, é o melhor exame para detectar câncer de mama. Normalmente é recomendada a partir dos 35 anos. A partir dos 40 anos, a mulher deve fazê-lo a cada dois anos. Depois dos cinqüenta, anualmente.


Pressão arterial

A hipertensão é uma doença silenciosa e um dos principais fatores que levam às doenças cardiovasculares. A preocupação com a pressão arterial deve começar a partir dos 30 anos de idade. Mulheres acima do peso ideal e com história familiar de pressão alta não devem se descuidar.


Colesterol e triglicérides

AVC e infartos podem ser causados por altos níveis de colesterol e triglicérides. É preciso, portanto, que a mulher pratique, regularmente, exercícios físicos adequados à sua idade, mantenha uma dieta alimentar baixa em gorduras e carboidratos e faça exames sangüíneos. Eles ajudam a revelar algum problema nas artérias coronárias. A partir dos 40 anos, os cuidados devem ser redobrados e as consultas médicas, mais freqüentes, pois as taxas podem aumentar abruptamente, trazendo sérias conseqüências.


Coração

Mulheres com história familiar de doenças cardíacas, pressão alta, obesas ou sedentárias devem seguir as orientações dos cardiologistas. Pode ser necessária a realização de testes mais específicos, complementares aos anteriores, como eletrocardiograma, testes de esforço, rastreamento nuclear ou angiocoronariografia.


Diabetes

O diabetes é uma doença silenciosa, que no início não apresenta sintomas, mas é capaz de causar muitos danos, pois provoca má circulação sangüínea. Mulheres hipertensas, com colesterol alto, assim como as que estão acima do peso, devem procurar o médico e solicitar exame de glicemia para medir a taxa de açúcar no sangue. Também é aconselhável um exame de urina, pois o rim elimina açúcar através dela. Dos 30 anos em diante, esses exames devem ser feitos a cada três anos.


Densitometria óssea

Osteoporose é uma doença degenerativa que afeta uma parcela considerável das mulheres idosas. Caracteriza-se pela perda óssea, que é a maior causa de fraturas de fêmur e de bacia na velhice. A densitometria óssea é um exame simples e indolor, que detecta o nível de descalcificação dos ossos, permitindo ao médico estabilizar a perda, por meio de medicamentos. Deve ser feito a partir dos 40 anos.

Fonte: farmaciacampelle.com.br



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):