| em 10 julho 2010

Não entendo meus pais

Como posso compreender meus pais se nasceram e viveram numa época tão diferente da minha?

Eles pensam muito diferente de mim e por isto não me entendem.
Esta é a queixa dos adolescentes.

Por outro lado, é a mesma feita pelos pais; assim é instalado o conflito de gerações.

O mundo pós-moderno vem sofrendo a cada década mudanças bruscas e avassaladoras, que acontecem em todos os sentidos.

O avanço da tecnologia, a enxurrada de informações fáceis, as mudanças de valores afetaram e contribuem muito para o desentendimento entre pais e filhos. Ambos se amam, mas não sabem mais como provar isto, pelo tanto que se desentendem na maneira de pensar.

Pela inexperiência de vida, o desentendimento é ainda mais acentuado por parte do jovem. Ele não admite perder os instantes únicos e melhores de sua vida sem aproveitar da maneira que lhe convém. Não suporta o fato de ter que se submeter a regras, num mundo tão isento delas.

Já os pais, não freqüentaram nenhuma escola que ensine criar filhos e trazem como experiência apenas o que viveram com seus avós (pais de seus pais).

Ainda que se informem, que busquem ajuda com profissionais como psicólogos, conselheiros, pastores, orientadores pedagógicos; a prática, a vivência com os filhos sempre manterá distância da teoria ou das orientações passada por eles.

Mas não é uma estrada sem saída, a Bíblia tem uma solução, para os pais e para os filhos adolescentes.

Há um mandamento que sua obediência condiciona o tempo de vida que se pode viver na terra: "Honra teu pai e tua mãe para que se prolonguem seus dias sobre terra", diz o texto.

Honrar é dar o devido valor e compreensão que cabe aos pais, que lhes é por direito. Com certeza eles não dispõem de condições para compreender você o quanto gostaria. Mas uma verdade é certa, exceto raríssimas exceções, todos os pais, em quaisquer que sejam suas atitudes, as tomam por amar os filhos. Os meios podem não ser os melhores, mas o fim é certo: o amor.

Deus não deixou nenhuma condicional quando estabeleceu este mandamento; não estabeleceu condição financeira, intelectual, profissional, ou outra que justificasse o desrespeito ou a incompreensão com eles.

Se o mundo de hoje é muito diferente da época que seus pais viveram, mostra o grande motivo que você jovem tem para ser capaz de compreender seus pais, de forma muito mais fácil do que eles a você. Isto não quer dizer que são isentos diante de Deus das atitudes que tomam. A Bíblia também os recomenda e os responsabiliza de não provocar a ira aos filhos e muitos o fazem.

Por conta disto, Deus também não vai poupá-los da prestação de contas em relação à criação dos filhos, mas qualquer atitude deles não correta, é Deus que se encarrega de julgá-las e tratá-las, e não você.

Como filho ou filha, o compromisso é respeitar e obedecer aos pais, a qualquer custo; isto garante uma vida longa e abençoada.

Você tem liberdade para refletir sobre isto, lembrando que gerar filhos é uma realidade que um dia estará também a sua disposição.

Coloque-se no lugar de seus pais sempre, e então saberá lidar melhor com os desentendimentos entre você e eles.

Por Simei Gonçalves

Fonte: Guia-me



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):