| em 05 novembro 2010

Dança do Ventre: Feminina, sensual e ajuda a queimar calorias


Quando se fala em Dança do Ventre, logo pensamos em uma bela mulher, com trajes luxuosos, desenvolvendo movimentos sensuais. Mas esta atividade milenar é muito mais que isso. Os registros não informam ao certo quando e onde surgiu a Dança do Ventre. A afirmação mais concreta é de que teria surgido em rituais de oração ou agradecimento aos deuses pela fertilidade, numa época em que a única função da mulher era procriar.

Mas vamos falar da Dança do Ventre no século 21, no Brasil. É uma atividade física que pode ser executada por mulheres de todas as idades, de qualquer tipo físico, independente de religião ou estado civil. Não é preciso ter longos cabelos, nem corpo escultural, nem preparo físico de atleta. Basta ser mulher!

Existem mitos que acabam fazendo com que atividades física eficazes sejam vistas com maus-olhos. Esse é o caso da dança do ventre, um exercício prazeroso e sensual, que auxilia a tonificar os músculos e alongar a musculatura, mas que tem sido alvo de preconceito porque há quem diga que ela dá barriga. Uma inverdade.

Na hora da sedução, apostar na dança do ventre é sempre uma boa opção. Essa antiga modalidade de dança vem encantando homens e mulheres ao longo do tempo com seus movimentos, roupas e músicas que despertam o interesse de qualquer um. Seu grande encanto reside na harmonia dos movimentos e na sensualidade do corpo feminino. .Donos de academias dizem que, muitas vezes, são os homens que pagam as mensalidades das academias para que suas parceiras aprendam a dançar.

O melhor é que além de trabalhar o corpo, esse tipo de dança traz outros benefícios. Ela age sobre a mente, pois desenvolve a auto-estima, aumenta a confiança pessoal, resgata a feminilidade, estimula a memória, a concentração e a atenção; além de trazer tranqüilidade.

A dança traz mais vitalidade para o corpo, pois ativa a circulação, alivia tensões, aumenta os reflexos, a flexibilidade e o alongamento; além de enrijecer e tonificar os músculos do abdome. Acredita-se que é no ventre que se concentra a energia corporal, e a dança trabalha essa energia fazendo com que ela se espalhe pelo resto do corpo. No quesito calorias ela também se destaca, já que, em uma hora de prática, queima de 300 a 400 calorias.

Para as mulheres que sofrem de tensão pré-menstrual ou com problema hormonais, a dança do ventre pode ser a solução. Ela diminui cólicas, equilibra as funções sexuais e também facilita contrações e dilatações na hora do parto. A dança também é opção para quem não curte uma malhação pesada na hora de manter a forma ou pensa que a musculação masculiniza o corpo feminino. O ritual é o retrato da feminilidade e busca valorizar as peculiaridades do corpo da mulher e mexer com o imaginário masculino.

É uma prática quase mágica que requer roupas, movimentos e músicas específicos. A dançarina encena um personagem, deixa de lado a timidez e sai da rotina, apimentando a vida a dois. É o típico caso de união entre o útil e o agradável já que também é um ótimo exercício físico. Se renda você também a esse encanto e mantenha corpo e mente em dia.

Fonte: http://bemleve.click21.com.br/fitness/



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):