| em 21 dezembro 2010

A paixão esfriou? Veja como se reapaixonar em seis dias

Se você e o amado já não conversam mais como antigamente e nem fazem programas românticos, cuidado: a rotina pode estar acabando com a relação! A boa notícia? Em seis dias você pode reacender a chama do amor. Veja o que fazer.


Por que esfria?

Infelizmente, mesmo que exista amor entre o casal, os laços de união podem se desgastar com o tempo. E quanto maior for o cansaço, mais os companheiros perderão a cumplicidade e o romantismo. As consequências, claro, são ruins."Os dois se afastam, as brigas contínuas cansam e o sexo esfria", avalia a psicóloga Carmen Cerqueira Cesar. Agora, vamos entender direitinho as causas do "adormecimento" da relação.


O que não pode faltar...

Muitos fatores podem desencadear uma crise; a falta de atenção e carinho mútuos, a ausência de conversas francas... Mas existem outras causas. "O relacionamento também se desgasta quando um não respeita o espaço do outro ou se há disputa de poder", completa Carmen. A falta de comunicação é outra razão, principalmente se não existe diálogo, mas acusações."Ninguém escuta ninguém e cada um dos dois quer ganhar o tempo todo. Isso é impossível na relação", diz a psicóloga.


Sem intimidade, não dá!

Para que vocês dois vivam bem, devem formar um par de verdade. Quer saber se é íntima do gato? "Perceba se fica à vontade para dizer a ele o que quer e se costuma ser espontânea", diz a psicóloga Silvia Malamud. Se não for o seu caso, resgate a intimidade dos dois.


O que fazer para a relação durar?

Por mais estranho que possa parecer à primeira vista, são os desentendimentos e o desgaste que levam a um romance longo e feliz. Como assim? A especialista Carmen Cesar explica: "Isso acontece quando as pessoas percebem que o relacionamento não vem pronto, mas, sim, deve ser construído no dia a dia". Assim, o casal com tal consciência mostra maturidade e segurança para lidar com os altos e baixos da convivência. "Os dois passam a entender que a boa relação exige respeito mútuo e coragem para compartilhar sentimentos e projetos", afirma a psicóloga.


Um último toque

Antes de tentar resolver a crise, é necessário ter certeza absoluta de que o ama e que vale a pena investir nele. "Pergunte a si mesma o que sente em relação ao outro e o que espera dele", ensina Silvia. Tal atitude irá ajudá-la a ver com clareza o que ainda está em jogo. Uma dica importante: se estiver se sentindo infeliz ou se as lembranças dos momentos bons a dois estiverem lá atrás, bem no passado, talvez seja o momento de romper de vez e procurar uma nova parceria. Ah, você não duvida que vale a pena salvar a relação com o amado? Então, corra para a página ao lado, na qual ensinamos tudo o que você precisa fazer.


Conheça o programa que salvará sua relação

Seguindo as orientações abaixo, a chama do casal se reacenderá em poucos dias. Mas, para isso, ambos precisarão de um bocado de dedicação


1º dia: Não se reprima!

Se ainda há amor, por que escondê-lo dentro de si? Neste primeiro dia de mudança, você deve começar a mostrar para o bonitão como ainda o ama. Fale abertamente sobre seus sentimentos, sempre com muita ternura. Se quiser comentar com o gato algo que a incomoda, procure não acusá-lo de ser o culpado por essa situação. Afinal, o relacionamento depende do cuidado de ambos. Evite também pressioná-lo a abrir o coração. Espere que ele se sinta à vontade para fazê-lo.


2º dia: Tolerância já!

Hoje você vai treinar a sua compreensão. pense nos defeitos que recrimina no companheiro e, em seguida, analise também as suas atitudes. tente reconhecer quais delas podem chatear - e muito - o rapaz. Entenda: não se trata de aceitar qualquer situação e abaixar a cabeça. Mas de buscar dar o grande passo para aprender a ser mais compreensiva com os defeitos dele. "Temos que ser tolerantes com o outro pelo simples fato de que não somos perfeitos", alerta a psicóloga Carmen Cerqueira Cesar.


3º dia: Foco nas qualidades

Você já está na metade do programa! Hoje é dia de investir na admiração e nos elogios. Pense nos motivos que a levaram a se apaixonar por parceiro e analise as razões que fazem com que sinta admiração por ele. O passo seguinte é expressar isso para o moço. E experimente também elogiá-lo por alguma atitude que tiver neste dia. "É importante dar um reforço positivo quando o outro se esforça para agradar. Todo mundo precisa de reconhecimento", salienta Carmen.


4º dia: Como nos velhos tempos

Reserve um momento do dia de hoje apenas para namorar! Deixe as preocupações e os compromissos para outro momento. Se não quiserem sair, fiquem em casa ouvindo música, tomando um drinque ou apenas conversando. O mais importante é que esse programa prazeroso seja feito por vocês dois - em parceria. Afinal, se perderam o costume de ficar juntos, devem se esforçar para que isso vire um hábito novamente. Além de curtir a companhia um do outro, aumentarão a cumplicidade.


5º dia: Bobeou, ganhou um beijo

Para melhorar a proximidade emocional que se perdeu no caminho, vocês devem voltar a se tocar. A iniciativa de contato físico facilitará uma relação sexual deliciosa. Então, aproveite as oportunidades do dia: beije-o ao acordar, antes de sair e sempre que se encontrarem. Andem pelas ruas com as mãos dadas ou mesmo abraçados. Faça um carinho nas costas dele quando passarem pelo corredor ou estiverem na cozinha. Todo gesto físico que demonstre afeto deve ser feito sempre, a partir de hoje.


6º dia: Romantismo, cadê você?

Mesmo que a rotina seja pesada e você esteja cansada, esforce-se para criar um clima romântico e - por que não? - sensual. Ao voltar para casa ou quando seu amado chegar, esqueça os problemas e envolva-se nos preparativos. Peça a ele que escolha um filme de amor enquanto você prepara o jantar. comam sem pressa, curtindo a companhia um do outro, e tentem não conversar sobre os problemas. em seguida, assistam ao filme abraçados e, quem sabe, não terminam a noite com uma transa maravilhosa e inesquecível?


Fonte: M de Mulher



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):