| em 13 fevereiro 2011

A Casca de Maracujá e seus benefícios


Quantas vezes você já jogou a casca do maracujá no lixo ??? Pois é, ela é rica em uma substância chamada pectina, uma fibra solúvel que se transforma em gel dentro do estômago tornando lenta a entrada do açúcar no sangue, ótima para os diabéticos, evitando picos de insulina, colaborando na manutenção dos níveis de glicose e provocando saciedade. Essa camada de gel evita funciona como um "anti-gorduras" evitando a absorção de gorduras.

"Bloqueador de gorduras natural" é isso mesmo a farinha de maracujá ou fibra de maracujá é fonte de vitaminas A, C e do complexo B. Além disso, apresenta boa quantidade de sais minerais ( ferro, sódio, cálcio e fósforo ). Ainda possui propriedades que funcionam como calmante natural no organismo humano e ainda é uma ótima opção para ganhar energia.
A fibra de tem efeitos positivos na diminuição do nível de colesterol, triglicérides, no bom funcionamento do sistema gastro-intestinal e, até mesmo, no tratamento da diabetes. Ela pode ser utilizada em vitaminas, frutas amassadas, sopas, caldo de feijão, etc.


Como o maracujá bloqueia a gordura?

Por Katia Cardoso Boa Forma

Quando chega ao intestino, a pectina bloqueia a absorção da gordura dos alimentos. A ação é bem mais suave que a do Xenical, medicamento da Roche que tem o boqueador de gordura orlistat como princípio ativo. Mas o efeito emagrecedor da farinha, assim como sua capacidade de proteger o coração, foi comprovado num estudo feito na Universidade Federal da Paraíba com 17 mulheres com colesterol alto. “Depois de 70 dias consumindo a farinha, elas não só tiveram as taxas de LDL, o colesterol ruim, reduzidas como perderam peso (algumas eliminaram 8 quilos!)”, comemora a farmacêutica Alessandra Ramos, que acompanhou o grupo por um período de um ano sem registrar reações adversas. De qualquer modo, observe como seu organismo responde ao produto.


Essa tal Pectina

por Thais Szegö Saúde Abril

Ela é uma espécie de fibra solúvel que, junto com a celulose e a lignina, compõe a parede celular das plantas. "Está em todas as frutas, mas a maçã, a pêra, a laranja, o limão e o pêssego são especialmente ricos nela", revela a farmacêutica bioquímica Maria Helene Canteri Schemin, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná. O endocrinologista Fadlo Fraige Filho, presidente da Associação Nacional de Assistência ao Diabético, reconhece a ação da pectina no combate aos picos de insulina, mas ressalva: "Qualquer alimento rico em fibras pode produzir o mesmo efeito". A questão é que muitas das frutas cheias de pectina têm também muito açúcar. Está aí uma vantagem da farinha de maracujá.


Benefícios da farinha de maracujá:

- Ajuda a baixar as taxas de açúcar do sangue
- Diminui a fome
- Ajuda na limpeza geral do organismo
- Bloqueador de gordura
- Calmante
- Evita a fragilidade dos ossos
- Evita a má formação dos dentes
- Age contra infecções
- Ajuda a cicatrizar os ferimentos
- Evita problemas de pele
- Evita problemas no aparelho digestivo e no sistema nervoso
- Evita a queda dos cabelos


Menos toxinas

Por Katia Cardoso Boa Forma

Outra boa notícia: a fibra presente na farinha de maracujá promove uma faxina no organismo. Ela ajuda a eliminar as toxinas, que, acumuladas, prejudicam o funcionamento dos órgãos e, com isso, desequilibram o metabolismo – o que faz sua dieta emperrar. Só que para facilitar a ação desintoxicante da pectina, é importante beber mais água, no mínimo 2 litros por dia.


Nutrientes extras

Por Katia Cardoso Boa Forma

A farinha de maracujá é fonte de várias vitaminas e minerais.

- Niacina (vitamina B3): atua na produção de hormônios, melhora a ansiedade, ajuda no crescimento das crianças e protege as paredes do estômago.

- Ferro: previne anemia e aumenta o pique.

- Cálcio: favorece a contração muscular, fortalece ossos e dentes.

- Fósforo: também deixa os ossos fortes, além de melhorar a memória, a oxigenação das células e a circulação.


Faça em casa

Existem várias opções de farinha da casca do maracujá feitas por laboratórios farmacêuticos, à venda em farmácias e lojas de produtos naturais. Não compre o produto em saquinhos sem identificação, barracas de rua ou feiras livres. Se preferir, pode preparar a farinha em casa. Use, de preferência, maracujá orgânico – sem agrotóxico. Veja como fazer.

1. lave bem o maracujá e mergulhe seis maracujás por 20 minutos numa mistura de água com bicarbonato de sódio (1 colher de sopa por litro) ou vinagre. Volte a passá-los em água corrente

2. corte ao meio e retire a polpa e guarde para fazer suco

3. corte a casca em tirinhas bem finas e ponha numa assadeira e asse em forno médio por cerca de 30 minutos ou até que fiquem sequinhas. Espere esfriar.

4. levar a fogo baixo em média 70 graus

5. quando ficar bem seca

6. bater no liquidificador (ou passe no processador) até obter uma farinha

7. passe pela peneira e guarde num recipiente limpo e tampado


O ideal é consumir a farinha de maracujá 30 minutos antes das refeições, 4 colheres por dia, e também tomar bastante água, pois as fibras precisam de água para funcionar inclusive temos um artigo falando a respeito " Os benefícios de beber água diariamente "


Quanto consumir?

por Thais Szegö Saúde Abril

Ainda não há um consenso entre os especialistas em relação à quantidade de farinha de maracujá que deve ser ingerida por dia. Solange Miranda Junqueira Guertzenstein indica 1 colher de sopa meia hora antes do almoço e outra meia hora antes do jantar. "O pó pode ser dissolvido em um suco", exemplifica. Já o nutrólogo Edson Credidio, diretor da Associação Brasileira de Nutrologia, sugere apenas1 colher de sopa do pó no café da manhã. Para que o sabor da farinha se mantenha neutro, é importante prepará-la de acordo com a receita. Caso contrário, o sabor característico do maracujá pode predominar e interferir no gosto dos outros alimentos. Sim, não é só no suco que a farinha vai bem. Você também pode salpicá-la na comida. Só não vale levá-la ao fogo, pois ainda não há estudos que garantam que essa exposição extra ao calor não altere suas propriedades e a textura dos alimentos.


Resumindo:

A farinha de maracujá é mais um complemento alimentar, ela não faz milagre, mas não tenho dúvidas que mudando sua maneira de pensar, seus hábitos e costumes, certamente o resultado vai ser um exemplo, uma referência de estilo de vida saúdavel.


Veja Também:
Os benefícios da farinha de berinjela
O poder nutricional da farinha de coco



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):