| em 18 março 2011

Afrodisíacos naturais que estimulam o desejo sexual


Tirados direto da natureza, alguns estimulantes sexuais trazem muitos benefícios e não agridem o meio ambiente


Afrodisíacos são elementos que estimulam o desejo sexual e causam alterações no corpo, na mente e na produção de hormônios dos usuários. Cultuados por diversas sociedades há mais de cinco mil anos, os afrodisíacos já eram apontados por povos egípcios, gregos e romanos como substâncias capazes de provocar desejos. Parece uma boa ideia? Que tal então conhecer alguns afrodisíacos naturais e aproveitar seus benefícios sem agredir o meio ambiente?

Antes de mais nada, vale lembrar que não existem pesquisas que comprovem que certos alimentos, ervas, bebidas e outros suplementos estimulem a produção de hormônios ou de outras substâncias químicas que influenciam o libido. Mesmo assim, não falta quem defenda o poder desses estimulantes.

Além dos naturais, existem afrodisíacos fabricados em laboratórios e que utilizam produtos químicos, consomem matéria-prima e energia para a sua fabricação e ainda contribuem com a produção de lixo. É possível evitar esses produtos com opções 100% naturais como as dez que você verá a seguir.


Apimentando a relação

A ingestão de pimenta gera reações fisiológicas no corpo semelhantes àquelas vivenciadas durante o sexo (como transpiração, aumento da frequência cardíaca e da circulação sanguínea). A ingestão de grandes quantidades de pimenta pode causar uma irritação dos órgãos genitais e da região urinária que causa sensação semelhante à excitação sexual.

Gengibre neles

Há séculos a raiz do gengibre é considerada afrodisíaca por causa de seu aroma e porque ela estimula o sistema circulatório.

Yes, nós temos bananas

Além da forma fálica da banana, as frutas são ricas em potássio e vitaminas do complexo B necessárias para a produção de hormônios sexuais.

Para chocólatras

Os pesquisadores estudaram o chocolate e constataram que ele contém feniletilamina e serotonina, duas substâncias químicas que causam "bem-estar". Elas ocorrem naturalmente no corpo e são liberadas pelo cérebro quando estamos felizes ou apaixonados.

Mel adocica

Na época medieval, as pessoas tomavam hidromel, uma bebida fermentada feita com mel, para aumentar o desejo sexual. O mel é rico em vitaminas do complexo B (necessárias para a produção de testosterona) e em boro (que ajuda o corpo a metabolizar e usar o estrogênio). Alguns estudos sugerem que o mel também pode elevar os níveis de testosterona no sangue.

Aipo

O aipo contém as vitaminas A, B, C, P e minerais. É excelente para os músculos e ajuda a liquefação do sangue. Também serve para reduzir o nível de colesterol e ajuda a manter as artérias limpas.

Conheça o cardamomo

O cardamomo é uma erva aromática. Certas culturas o consideram um afrodisíaco poderoso e benéfico no tratamento da impotência. Ele é rico em eucaliptol, que pode aumentar o fluxo sanguíneo nas áreas em que for aplicado.

O veneno e as virtudes da jasmim

Essa flor é cultivada no mundo inteiro, mas é principalmente o jasmim espanhol o utilizado para aromatizar licores. Atenção: as sementes de jasmim são venenosas.

Uma fruta especialmente feminina

O mamão (como a semente de anis) é estrogênico, o que significa que ele tem compostos que agem como o estrogênio, o hormônio feminino. Ele é usado como remédio popular para provocar a menstruação e a produção de leite, facilitar o parto e aumentar a libido da mulher.

Tempere com manjericão

Durante séculos, as pessoas disseram que o manjericão estimulava o impulso sexual e aumentava a fertilidade, além de produzir uma sensação de bem-estar e melhorar a circulação sangüínea.


Com informações de ervinhas.com
http://www.ervinhas.com/index.html



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):