| em 25 março 2011

Métodos de treinamento de força

Quem acredita que o treinamento de força, tradicionalmente conhecido como Musculação, é só para quem quer "puxar ferro e ficar bombadão" está completamente enganado.


A Musculação tem vários métodos de treinamento comprovados cientificamente que podem atender diferentes objetivos, como simplesmente a melhora da condição física de uma maneira geral e o auxílio a um processo de emagrecimento. Um desses métodos é conhecido como "Circuito" e promete atender os dois últimos objetivos citados.


O Circuito pode ser aplicado em qualquer nível de treinamento é recomendado também para os iniciantes. Ele pode ser desenvolvido de duas formas, uma conhecida como "circuito com pesos" e outra conhecida como "circuito misto".


Circuito com Peso

Funciona basicamente da seguinte forma: O indíviduo realiza uma série com um número determinado de repetições de um exercício (normalmente entre 15 e 20 repetições) com uma carga que deve ser ajustada de acordo com seu nível de treinamento e capacidade física (mas que fica normalmente entre 40 e 60% de 1RM) e ao finalizar estas repetições, sem ou com muito pouco intervalo para descanso (no máx 20s), ele deve seguir para um exercício diferente que trabalhe outro grupamento muscular (normalmente os exercícios são alternados por segmento, ou seja, um para a parte superior do corpo seguido de outro para a parte inferior), seguindo a mesma metodologia. Ao final de todos os exercícios (normalmente 10), aí sim, ele pode ter um intervalo de descanso entre 1 e 2 min (normalmente), e então repete tudo o que fez antes por mais 1 ou 2 vezes.

Este método de treinamento é excelente para o desenvolvimento de Resistência Muscular Localizada, e ótimo para melhora no condicionamento físico, principalmente de pessoas iniciantes que normalmente estão destreinadas.

Apesar de o foco ser no metabolismo glicolítico, onde a fonte principal de energia durante o exercício é proveniente da quebra da glicose, é um método bastante intenso que pode ter um considerável gasto calórico, e se combinado a um programa de exercícios aeróbios, fica ótimo para quem deseja emagrecer. Entretanto, mesmo que a pessoa pratique apenas este método de treinamento, ela irá elevar a taxa metabólica basal (quantidade de energias mínimas necessárias para executar as funções básicas do corpo) e a pessoa passará a queimar mais calorias realizando as atividades básicas do dia-a-dia, e consequentemente terá um melhor auxílio no processo de emagrecimento.

Circuito Misto

Além de focar na melhora do condicionamento físico e da resistência muscular localizada, este também trabalha intensamente o metabolismo aeróbio, contribuindo muito para o processo de emagrecimento, pois neste método alterna-se entre cada exercício (para pessoas muito descondicionadas) ou entre cada 2 ou 3 exercícios, de 2 a 3 minutos de exercício aeróbio (esteira, bicicleta, eliptíco) com o intuito de fazer que todo o exercício utilize mais o metabolismo aeróbio, pois a fonte principal de fornecimento de energia para este metabolismo é a gordura. A intensidade do exercício aeróbio deve ser baixa, principalmente para os iniciantes.

Como são exercícios bastante intensos, recomenda-se não fazer o mesmo treinamento todos os dias, tendo pelo menos 1 dia de descanso.

Além disso, o método de treinamento em circuito é ideal para quem não tem muito tempo disponível para a prática de exercícios físicos (pois como não há intervalo de descanso entre as séries, o treino acaba sendo rápido, normalmente em torno de 30 a 40 minutos de duração), e também para quem está cansado dos outros métodos de treinamento menos atrativo de Musculação tradicional.


Fonte: Saúde em Prática



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):