| em 16 maio 2011

Gravidez: Alguns hábitos prejudicam a formação dos dentes do bebê

Mulheres também precisam tomar mais cuidado com os dentes durante a gestação


Por causa das náuseas e da maior quantidade de comida ingerida durante os primeiros meses, a grávida está mais propensa a ter cáries.

O estresse faz parte do dia-a-dia e, assim como o sono, muitas vezes é incontrolável: quando vem, fica difícil superar! Muitas situações sociais e de convívio passam por momentos complexos que tendem a criar doenças psicosomáticas, ou mesmo doenças psicológicas que tornam os dias mais pesados e longos.

Desta forma, situações prazerosas tendem a ser mais escassas, a muitas pessoas acabam apelando para o álcool ou cigarros para se divertir em reuniões entre amigos e família, já que esses produtos agem na produção das famosas serotoninas e dopamidas responsáveis pela alegria e felicidade. E, para aqueles mais reclusos as famosas "pílulas da felicidade", os medicamentos anti-depressivos e ansiolíticos.

Mas, o que isto tudo tem a ver com odontologia de bebê? São nesses momentos de alegria entre amigos e familiares que pode surgir a pretensão de ter filhos, deixando de lado os mais variados métodos contraceptivos para tornar tudo mais belo e surpreso. Além disso, muitos casais não abandonam alguns desses hábitos, como o consumo de álcool e cigarro, durante o período de gestação, o que pode trazer alguns problemas ao feto.

Os primeiros momentos, após a fecundação, são fundamentais para o desenvolvimento de muitos sistemas do organismo: esqueleto, cérebro, coração. Na verdade, nos três primeiros meses da gestação, são formados todos os órgãos e sistemas do feto, incluindo os dentes, que são conceituados como um órgão, já que podem ser definidos como um conjunto de tecidos que organizados por células formam um sistema funcional.

Analisando a situação por este prisma, o cigarro e bebida alcoólica são os principais fatores que provocam uma deformidade conhecida como "lábio leporino", ou tecnicamente falando: fissura labial, palatal e nasal. Já nos três meses do meio da gestação essas partes do corpo de desenvolvem e aumentam de tamanho, e finalmente nos últimos três meses esses órgãos são finalizados.

Os primeiros momentos da gravidez são tão importantes que existe uma recomendação da Organização Mundial da Saúde que aconselha as grávidas que necessitem de tratamento medicamentoso, cirúrgico ou anestésico realizem esses procedimentos nos três meses do meio da gestação, para que tais drogas não provoquem a má formação de órgãos e sistemas de corpo humano, que acontecem principalmente nos três primeiros meses, ou antecipem o nascimento.

Assim como há cuidados que devem ser tomados pela gestante durante a gestação, existem também mitos que deixam as mulheres ainda mais assustadas com seu estado de saúde.

Um deles é que o feto retira cálcio dos ossos da mão para formar os dentes. Isso é um mito muito bem espalhando. Mas como explicar a suscetibilidade a carie durante esta fase? Bem, o que acontece nas primeiras semanas da gravidez são sucessivos momentos de náuseas e até vômitos causando um verdadeiro desequilíbrio do pH bucal e da saliva, enfraquecendo a camada que recobre o esmalte dentário gerando pequenas erosões e regiões esbranquiçadas denominadas de desmineralização.

Outra situação que promove o aparecimento de cavitações cariosas, é o fato da grávida comer com mais frequencia para nutrir seu sistema e ajudar no desenvolvimento adequado do feto. O que ocorre nesta situação, é que a saliva necessita de algo em torno de uma a duas horas para que o pH salivar e bucal retorne ao seu normal. E como a gestante possui a tendência de comer a todo instante, o pH fica sempre ácido enfraquecendo a estrutura dental da mãe.

Mas, o que fazer para evitar ou diminuir a possibilidade de lesões nos dentes, no esmalte? Simples: dieta balanceada, muitas frutas, legumes e estimulação através dos movimentos mastigatórios produzindo saliva suficiente e com alta qualidade, associando uma correta escovação que seu dentista poderá orientar os movimentos corretos, escova mais apropriada e dentifrício (pasta, creme, gel, liquido).

Portanto, se você pretende ter filhos ou recomendar algumas informações úteis aos amigos, esses são alguns cuidados e mitos sobre a relação dentes da gestante, do feto e o consumo de certas substâncias.


Veja tambem:
Dentes tortos podem prejudicar funções da boca
A saúde bucal e geral da mulher
Como combater o mau hálito?

Fonte: www.minhavida.com.br



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):