| em 08 dezembro 2011

Dá para fugir do amigo oculto?

Saiba como dizer 'Não' sem parecer uma pessoa antissocial


Foto: Reprodução/GoogleImages


Para uns, amigo oculto é o maior barato. Para outros, a troca de presentes pode ser um horror. Além disso, para participar de todos que rolam no trabalho, no bar, na família ou na escola, por exemplo, é preciso desembolsar uma grana. O problema é que quem não topa participar pode ficar com fama de antissocial... Portanto, a boa é saber dizer “Não” com jeito.

Especialistas em etiqueta recomendam sinceridade ao negar. Não tem problema dizer que está duro ou sem tempo. Mas se a verdade for que você não gosta de alguém que está na brincadeira, fica desagradável.

Mesmo que a galera tente convencê-lo, você não é obrigado s participar se não está a fim. Recuse educadamente e lamente por não poder aceitar.

Caso você participe, gaste um tempo pensando na pessoa que você sorteou e não compre a primeira coisa que encontrar. Confira algumas sugestões:

Amigo: Monte um kit com o que ele gosta. Pode ser de beleza, com sabonete, hidratante e perfume; ou de esporte, com meia, short e camisa.

Colega de trabalho: Procure saber um pouco mais sobre ele. Mulheres costumam gostar de bijuterias delicadas. Para homens, repare no tipo de camisa que ele usa.

Parente: Dê um presente que tenha a ver com um lazer que ele curta, como um DVD ou uma camisa de futebol.


PARE E PENSE
“Tenho a impressão de que os homens estão perdendo o dom de rir” [Charles Chaplin - Ator]

FIQUE ESPERTO
“Quem não sabe o que é vida, como poderá saber o que é a morte?” [Confúcio - Filósofo]

VÁ EM FRENTE
“O que temos dentro de nós é o essencial para a felicidade humana” [Arthur Schopenhauer - Filósofo]

Por Folha Newsletter - Com informações do Jornal Expresso-RJ



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):