| em 14 maio 2012

Saiba como usar melhor o seu dinheiro

Veja o que é preciso fazer para gastar menos e ver dinheiro sobrando para o próximo mês


Muitos querem economizar, apesar de não saberem muito bem por onde começar. Segundo especialistas, o primeiro passo para conseguir gastar menos e ver dinheiro sobrando na conta já no próximo mês, é fazer um minucioso levantamento de tudo que entra e tudo que sai.

Depois de mapear detalhadamente suas despesas, a dica é começar a trabalhar em cima das dívidas, principalmente as mais caras. Quem está no cheque especial, precisa procurar modalidades de empréstimo mais baratas. Tendo em mente que os juros do cheque especial do cartão de crédito são os mais caros do mercado, vá ao banco, peça um empréstimo pessoa física - que tem taxas mais baratas - e troque sua dívida.


Negociando com os bancos

Recentemente, inclusive, os bancos públicos e privados cortaram as taxas de juros das suas linhas de crédito. Os consumidores, portanto, devem investir um tempo no sentido de encontrar taxas e condições melhores. Negociar com o banco também faz parte da estratégia.

“Os clientes precisam negociar com os bancos. Não podem ter uma postura passiva”, explica a professora de finanças do Insper, Angela Menezes. Como o seu objetivo é encontrar taxas mais atrativas, se a instituição solicitar a transferência da sua conta-salário para tal instituição, considere a modificação.


Procure os produtos mais adequados

Quando o assunto são as contas, o consumidor precisa ter uma postura pró-ativa. Ou seja, ir atrás dos produtos mais interessantes. E esses produtos não são só os financeiros. O plano de celular, a TV por assinatura, a banda larga, o telefone fixo e os seguros são alguns dos itens que a professora cita.

Estudos já mostraram que boa parte dos consumidores gasta um dinheiro desnecessário ao escolher o plano de telefonia móvel errado, ou seja, aquele que não se encaixa adequadamente ao seu perfil. Deixar de negociar com as operadoras também é deixar as oportunidades de lado.

“As empresas de telefonia estão brigando por clientes, o consumidor tem que aproveitar isso”, sugere Angela. A lógica é a mesma para as diversas modalidades de seguros, seja de vida, de casa ou de carro. “As pessoas normalmente ficam com o seguro oferecido pelo banco, o que nem sempre é a melhor opção”, alerta a Angela.


Os descontos

Economizar não significa apenas cortar gastos. Vai muito além disso. Significa usar o seu dinheiro de forma mais racional. Para isso, é preciso investir seu tempo fazendo uma boa pesquisa de custo benefício.

Ainda, na hora das compras, quando for adquirir um bem durável, seja uma lavadora de roupas, uma televisão ou um computador, é preciso pesquisar os preços. Existe muito oferta, e, consequentemente, muita variação de preço. Isso quer dizer que é possível economizar em todos os itens que você pretende consumir.

Se você consegue uma economia de 10% em um produto, mais 5% em outro e mais 7% em outro, pense o quanto isso representa no total dos seus gastos.


Pagamento à vista: oportunidade

Além da pesquisa de preços, aqueles que conseguem pagar os produtos à vista conseguem mais descontos. Enganam-se os que pensam que realmente existe venda a prazo sem juros. Quando um estabelecimento oferece um produto por R$ 1.000,00 à vista ou em 10 vezes de R$ 100,00, isso não quer dizer que não existe juros, “os juros estão embutidos no preço à vista”, explica a professora.

Isso quer dizer que o varejo trabalha com bastante margem no preço à vista, logo, quem puder pagar de forma antecipada, consegue um desconto nesse valor. E é exatamente por isso que é uma grande estratégia ter sempre dinheiro de reserva, que possibilite os pagamentos à vista. “Só quem tem reserva financeira consegue aproveitar as oportunidades”, finaliza Angela.

A estratégia, portanto, é investir o seu tempo na busca por produtos que te atendam plenamente e que custe o quanto realmente vale. Ainda, na hora da compra, tenha sempre dinheiro para realizar o pagamento à vista e se beneficiar dos descontos. Para isso, porém, é preciso ter muita clareza do seu orçamento.


Cartão de crédito atrapalha ou ajuda?

Segundo a professora, o cartão de crédito é um excelente instrumento financeiro, para quem sabe usar. Ou seja, para quem consegue se controlar e não entra no cheque especial.
A principal vantagem do cartão de crédito, frente modalidades como o pagamento no débito e o cheque, é que, ao utilizá-lo, o consumidor tem uma série de vantagens, dependendo da empresa de cartão com a qual trabalha. Ao usar alguns cartões, é possível acumular pontos, que posteriormente podem ser trocados por produtos.

Há também os programas de milhas, que permitem redução no pagamento das passagens aéreas. De acordo com a professora, quando uma pessoa tem a opção de fazer o pagamento de um jantar no débito ou no cartão de crédito, é preferível a segunda opção, já que a primeira não traz nenhuma vantagem, e a segunda, sim.

InfoMoney | Via Yahoo Brasil



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):