| em 22 outubro 2012

12 dicas para evitar o colesterol alto

Para se proteger desse problema, que provoca infarto e derrame, você não precisa fazer uma dieta radical ou se acabar de malhar. Veja como manter a saúde em dia sem sofrer!



Foto: Reprodução

Colesterol alto não é problema só de adultos: muitas crianças têm apresentado altas taxas de LDL no sangue. Então, cuide da alimentação de toda a família!

O colesterol ruim, cientificamente conhecido LDL, é prejudicial ao organismo porque vai se acumulando nas paredes das artérias até impedir completamente a passagem do sangue, causando infarto ou derrame. E o assunto é sério: segundo o Ministério da Saúde, um a cada dez brasileiros possui índices altos de colesterol no sangue - e esse problema é o principal fator de risco para o surgimento de doenças cardiovasculares, responsáveis por um terço das mortes de adultos no Brasil.

Para descobrir se você sofre desse mal, vale a pena procurar um cardiologista, que pedirá um hemograma - os convênios médicos dificilmente aceitam solicitações de exames de sangue feitas por nutricionistas.

O tratamento começa por mudanças no estilo de vida, como a adoção de uma alimentação balanceada e a prática de atividades físicas. E, quando essas ações não funcionam, provavelmente por fatores genéticos, é preciso tomar medicamentos. Siga os concelhos de Camila Garcia, nutricionista do Hospital do Coração (HCor), de São Paulo, e viva livre desse problema!


Comece a se cuidar hoje mesmo!

1) Tome cuidado com as gorduras “invisíveis”
Elas estão presentes no iogurte, em queijos como mussarela e parmesão, no leite integral (prefira o desnatado) e nos embutidos (linguiça, salsicha, salame...).

2) Fuja da gordura vegetal hidrogenada
Trata-se da antiga gordura trans, que, além de aumentar os níveis de colesterol ruim, também diminui a taxa de colesterol bom (HDL). Está presente em margarinas, biscoitos, batatas fritas, sorvetes e salgadinhos. Em países como Suíça e Dinamarca, ela é proibida.

3) Diminua o consumo de gordura saturada
Algumas gorduras até fazem bem, mas esta, encontrada em produtos de origem animal (principalmente na gordura da carne vermelha e na pele de aves), só aumenta os níveis de colesterol.

4) Observe bem os rótulos dos alimentos
A maioria das pessoas se preocupa com as calorias e esquece de olhar nas embalagens a informação sobre a quantidade de gordura, igualmente prejudicial ao organismo quando ingerida em excesso.

5) Opta pelas carnes magras
Peixes e aves são bem vindos! Mas, no caso do frango, não se esqueça de tirar a gordura da pele antes de prepara-lo.

6) Invista pesado nos peixes
Eles possuem propriedades naturais redutoras de colesterol. Duas porções por semana são o suficiente.

7) Prefira grelhados, assados ou ensopados
Evitar fritura permite controlar melhor as calorias. E obesidade também está relacionada com o aumento do LDL. Outras restrições no cardápio são: comidas empanadas, á milanesa e à parmigiana.

8) Coma mais verduras e legumes
Só uma vez por dia não resolve. É preciso comê-los no almoço e no jantar. Além do clássico prato de salada, prepare sopas, verduras refogadas e legumes cozidos.

9) Acrescente fibras à dieta
Várias pesquisas mostram que o consumo regular de fibras reduz os níveis de colesterol. Pão, aveia, feijão, grão-de-bico e ameixa são ótimas opções.

10) Troque a sobremesa doce por frutas
Ricas em antioxidantes, elas controlam o colesterol ruim. Invista em uma rica em vitamina C, como laranja ou abacaxi, e em outra vermelha, como melancia ou morango.

11) Pratique atividades físicas
Exercícios como caminhada, musculação e ginastica aeróbica alteram a produção das enzimas que regulam as taxas de colesterol ruim no sangue. E, quanto maior a dedicação para malhar, mais rápido vem o resultado. Anime-se!

12) Faça exames regularmente
Todo mundo precisa do acompanhamento de um cardiologista. O ideal é marcar pelo menos uma consulta por ano, na qual o médico peça exames para verificar sua saúde.

Por Beatriz Levischi | Revista Ana Maria - Nº 828 | www.revistaanamaria.com.br



Arquivado em | .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):