| em 03 agosto 2014

Para Homens: dicas para ter cabelos saudáveis

Diferente das mulheres a maioria dos homens não se preocupa muito com o cuidado com os cabelos. Compra qualquer shampoo e muitas vezes nem sabe que tipo de cabelo tem. Para se ter uma ideia de como os homens são tão despreocupados e não possuem nenhum cuidado com o cabelo, alguns lavam os fios com sabão de coco, e para piorar utilizar gel com base em álcool, o que faz com que os fios fiquem ressecados e tenham um aspecto de que estão sujos. Mas esse cenário está mudando e os homens estão começando a se preocupar com a saúde e o aspecto dos seus cabelos. (Revista Mensch)


Atualmente, diversos estilos de cabelo são usados pelos homens, indo do mais clássico ao mais moderno e, para auxiliar, diversos produtos para cabelo masculino foram criados para que pudessem se adaptar. Além de gel e mousses, leave-in, óleo para cabelo, finalizador e pomada foram criados para que, além de um corte incrível, possam ser incrementados com todas essas possibilidades, optando a que for melhor.

O cabelo do homem não é igual ao da mulher - é mais espesso e tem camadas mais compactas e firmes, sendo menos poroso e frágil do que o cabelo feminino. Os fios também são mais oleosos, o que aumenta a necessidade de cuidados para não desenvolver caspa, calvície, dermatite seborreica e outros problemas. Siga estes oito passos indicados por dermatologistas e mantenha os seus cabelos sempre saudáveis e com boa aparência.


Lavar todos os dias

É muito importante lavar os fios todos os dias para controlar a oleosidade do cabelo, segundo o dermatologista Claudio Mutti, da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia. Ele também alerta sobre a temperatura da água, que não deve ser muito quente. "A temperatura muito elevada provoca o aumento da produção da glândula sebácea, o que auxilia no aumento da indesejável caspa e da oleosidade dos fios", explica.


Uso moderado de condicionador

O uso diário de condicionador não é uma boa indicação. A dermatologista Maria Paula Del Nero, da Academia americana de Dermatologia, recomenda apenas homens com cabelo muito seco ou comprido usar o produto. "Como o cabelo masculino costuma ser curto, fica difícil aplicar o condicionador somente nas pontas e, se for aplicado em todo o cabelo, irá aumentar a oleosidade", conta. Prefira aplicar apenas uma pequena quantidade (como uma moeda) em dias alternados, após a lavagem com xampu apropriado para o seu tipo de cabelo.


Hidratar sempre que preciso

Sol, cloro da piscina, água do mar e diversos outros fatores externos ressecam os cabelos. O dermatologista Anderson Zei, da Sociedade Brasileira de Laser. recomenda o uso de protetor solar capilar, para evitar o ressecamento dos fios causado pelo sol. Já quando o seu cabelo é prejudicado pelo cloro ou sal da água do mar, o ideal é lavar bem os fios com água não salinizada e penteá-los com uma quantidade muito pequena de creme hidratante, que pode ser à base de queratina. Deixe o produto agir por 15 minutos e depois enxague bem.


Xampu e condicionador adequados

Assim como as mulheres, os homens devem usar apenas os produtos certos para o seu tipo de cabelo (oleoso, normal ou seco). "Há uma diferença entre o cabelo masculino em relação ao feminino, o cabelo masculino é sempre mais oleoso, alguns produtos femininos podem agravar a oleosidade. Portanto, os homens devem procurar produtos próprios para o cabelo masculino", explica Claudio Mutti. Produtos dois em um (xampu e condicionador no mesmo produto) são boas opções, por serem práticos e não ressecarem demais os cabelos.

O especialista em beleza dos cabelos e hair stylist Gennaro Preite proíbe o uso de sabonete para lavar os fios. "Sabonete resseca demais os cabelos porque tem uma maior quantidade de soda caustica, além de outros adstringentes", comenta o especialista.


Cuidado com finalizadores

Gel e pomadas são ótimos para ajudar a arrumar o cabelo após o banho, mas o ideal é que os produtos sejam sem álcool - para não ressecar os fios - e usados sem exageros - para não deixar os cabelos com aparência de que estão sujos. Quem usa essas opções com frequência também deve lavar o cabelo ao menos uma vez por semana com shampoo antirresíduos, para retirar os restos do produto grudados no cabelo.


Cortar o cabelo frequentemente

Gennaro Preite afirma que o homem deve cortar o cabelo todo mês. "Isso garante uma melhor aparência, pois os fios menores (aqueles cabelinhos no pescoço) crescem rápido e dão a impressão de relaxo", esclarece. Ele também conta que essa frequência traz vantagens: por cortar o cabelo com mais frequência do que a mulher, o homem costuma ter fios com mais com maciez, brilho, maleabilidade e beleza.



Evitar chapéus e bonés

O Consultor de imagem e beleza Alexandre Krizek, do Instituto Krizek, explica: "O uso frequente de acessórios para cabeça, como bonés, pode deixar o couro cabeludo muito oleoso e sem respirar e pode piorar algumas patologias, como a dermatite seborreica, fazendo com que ocorra a queda dos cabelos". Esses acessórios também dificultam a secagem adequada do couro cabeludo, o que piora o problema de caspa e provoca a queda de fios.


Combata a caspa

O problema da caspa é mais incidente em homens do que nas mulheres e costuma ser bem embaraçoso. Esta descamação associada à coceira pode ser causada por vários distúrbios diferentes, incluindo pele ressecada, dermatite seborreica, psoríase e eczema. Estresse, oleosidade no couro cabeludo, variações hormonais e diminuição da imunidade corporal podem agravar o problema.

Mutti explica que o problema pode ser evitado lavando os cabelos todos os dias e usando xampus especializados para eliminar caspa. Não dormir com o cabelo molhado e não usar constantemente bonés e chapéus também ajudam na prevenção.


Calvície pode ser minimizada

A calvície é determinada geneticamente. Se você possui familiares calvos, portanto, vale a pena iniciar um tratamento precoce, logo que notar o afinamento dos fios ou a rarefação frontal (entradas). "Se for calvície androgenética, ou seja, hereditária, é possível minimizar utilizando produtos apropriados indicados por um dermatologista, como minoxidil e finasterida", explica o Dr. Anderson Zei. "Além do fator hereditário, a calvície pode ser agravada pelo uso de hormônios anabolizantes, por traumas de couro cabeludo ao esfregar com força exagerada na lavagem e por distúrbios emocionais."


Fonte: Minha Vida - saúde, alimentação e bem estar



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):