| em 31 dezembro 2014

5 tipos de penteados com trança pra você copiar


Até algumas décadas atrás, trançar os cabelos era coisa de meninas, no máximo de mocinhas de 15 anos. Fácil de fazer, o penteado foi ganhando força e hoje ficou tão popular que ganhou inúmeras variações: trança clássica, de raiz – aquela embutida –, espinha de peixe, holandesa e, por fim, a trança corrente. Afinal, como são feitas essas tranças e em quais situações usá-las?

Trança Clássica
Um para cá, outro para lá. Quase uma dança, a trança clássica é a mais fácil de ser feita: divida o cabelo em três partes e leve, alternando os lados, as mechas das extremidades para o centro. Finalize com um elástico e voilá, trança pronta! Versátil, essa trança pode ser usada tanto no escritório, naqueles dias de calor, quanto num casamento. O que muda é a fixação e a textura do cabelo. Em uma situação mais formal você tem que preparar seu cabelo com finalizadores de modo que o penteado aguente a festa inteira, sem desmanchar.



Tradicional | Fácil, a clássica é opção certa em tapetes vermelhos, como usou a atriz Nina Dobrev


Trança Holandesa
Quem vê, imagina algo super complicado, mas ela é bem fácil de fazer. Em sua forma mais simples, a holandesa é basicamente a junção de duas tranças laterais no topo da cabeça com a ajuda de grampinhos invisíveis. O que dá personalidade a esse penteado é a textura do cabelo. Dependendo se os fios forem grossos ou finos, por exemplo, o resultado será diferente. Combinar a trança com franjinhas ou fios soltos displicentemente também dá um efeito especial. Ideal para dias quentes, a trança holandesa combina com uma festa elegante ou um evento no campo.



Um ar de campo foi a escolha da atriz Kaley Cuoco



Reprodução


Espinha de Peixe
Só de olhar para ela, dá um medinho né? Pois fique sabendo que esta trança não tem nada de difícil, ela é apenas trabalhosa. Se você for uma pessoa paciente, tome coragem e experimente. Comece dividindo o cabelo em duas grandes mechas – fica mais fácil se você fizer um rabo, prender com um elástico e dividi-lo em duas partes, prendendo cada uma com um elástico mais fininho. Agora vá separando uma mechinha de cada lado e puxando-a para o outro, sempre alternando os lados. O truque é alisar bem cada mechinha para que os fios fiquem bem definidos e você não se perca no trançado. No final, para dar mais estilo, bagunce levemente a trança, puxando alguns fios e tirando o ar certinho dela.



Reprodução | Parece assustadora, mas é bem fácil!


Trança de Raiz
Numa escala do mais fácil para o mais difícil, a trança embutida quase ganha no quesito dificuldade. Por não conseguir enxergar o que está fazendo atrás da cabeça, talvez seja melhor você pedir para outra pessoa fazer ou treinar trançando o cabelo de uma amiga, por exemplo, antes de fazer em si própria. O penteado começa no topo da cabeça: separe o cabelo na linha da orelha, como se fosse fazer um meio rabo. Divida o cabelo em três partes, como se fosse fazer uma trança tradicional. Comece a trançar. Mas a cada trançado, além da mecha do rabo, pegue outra dos fios que ficaram soltos (lembra que você começou fazendo um meio rabo?). Junte as duas e trance. Repita o movimento até a nuca e depois, é só fazer exatamente como na trança tradicional até acabar o cabelo. A trança de raiz se adequa a qualquer ocasião, desde um dia na praia até um evento bem chique!



A atriz Jennifer Aniston se rendeu à trança embutida lateral, para imitar o corte do momento



Reprodução


Corrente
Essa é para quem é expert! É uma mistura louca da trança de raiz com a espinha de peixe, mas garantimos que é possível sim fazê-la. Pegue uma mecha de uns três dedos do cabelo e a divida em dois. Faça o movimento de dar um “laço” no cabelo, só o primeiro nó e depois siga juntando mais uma mecha de cada extremidade. Confuso? Nós temos o tutorial explicando tudinho! Confira aqui!



2 em 1: holandesa embutida (mas cuidado com o acabamento!)
Os fios são trançados desde a raiz, como nessa versão da atriz Alexandra Daddario



Reprodução: tresemme.cabeleireiros.com


Fonte: Beleza TRESemmé



Arquivado em | , , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):