| em 07 janeiro 2015

Dicas para resolver a falta de libido


Cerca de 43% de todas as mulheres no mundo lutam contra alguma forma de disfunção sexual feminina – que é causada por medicamentos, condições pré-existentes, ou Transtorno de Desejo Sexual (nome clínico para uma falta de interesse crônica em sexo) que causa sofrimento pessoal ou nos relacionamentos. A notícia animadora é que existem alguns tratamentos naturais que podem proporcionar alívio.


Mas o primeiro passo para resolver problemas sexuais é conversar com o seu médico, não importa quão constrangedora a conversa possa ser. “Esse problema é incrivelmente comum”, garante Leah Millheiser, professora de ginecologia e obstetrícia na Universidade de Stanford. “Converse com o seu médico, ou peça para ele encaminhá-la para alguém que possa ajudar.” Enquanto isso, aqui vai uma lista criada pelo site Prevention com tratamentos atuais que você pode começar a fazer agora mesmo, olha só.


Meditação

Apenas um outro item para a longa lista de benefícios obtidos através da meditação: Um estudo da Universidade de British Columbia acompanhou 117 mulheres por meio de quatro sessões de terapia de 90 minutos baseada em meditação de foco, uma técnica de meditação que enfatiza a total atenção às sensações corporais no momento presente. Nos seis meses de acompanhamento, o tratamento tinha melhorado significativamente o desejo, a excitação, a lubrificação e diminuiu tanto a angústia relacionada ao sexo quanto os sintomas depressivos.


Dhea

Abreviação de dehidroepiandrosterona, esse neurotransmissor é necessário para a produção de testosterona, o hormônio que pode acelerar o impulso sexual. Uma pesquisa de homens e mulheres na pós-menopausa com transtorno de desejos sexuais constatou que a suplementação de DHEA elevou a função sexual em mulheres em comparação a um placebo. Curiosamente, o tratamento não foi tão eficaz para os homens.


Acupuntura

Uma pesquisa publicada no Jornal de Medicina Alternativa Complementar descobriu que as pequenas agulhas também podem ajudar mulheres que não se interessam muito por sexo. De acordo com o trabalho, cujas participantes tinham problemas com o sexo e usavam antidepressivos, elas apresentam melhoras na libido e lubrificação após 12 semanas consecutivas de tratamento de acupuntura.


Testosterona

Esta terapia hormonal talvez seja o mais controverso dos tratamentos, provavelmente porque não é aprovado (pela federação que regula os remédios e tratamentos) para tratar a baixa libido nas mulheres. Mas muitos médicos proporcionam o tratamento de qualquer maneira, porque um certo número de estudos demonstraram que ele é seguro e eficaz. Uma pesquisa alerta, entretanto, que ele pode aumentar o risco de câncer de mama e problemas cardíacos. Ainda assim, esse problema pode ser uma fonte de grande angústia no relacionamento e muitas mulheres estão dispostas a assumir riscos maiores para ter uma chance de recuperação. Os efeitos secundários da ingestão de testosterona geralmente incluem o aumento de pelos no corpo e acne.


Yoga

Um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine descobriu que, após 12 semanas de yoga, as mulheres reportaram um aumento da satisfação, do desejo, da excitação, do orgasmo e uma diminuição da dor.


Viagra

É sério! As mulheres também podem tirar proveito da pequena pílula azul. Embora não tenha melhorado a função sexual em geral para as mulheres num estudo feito em 1999, ele mostrou mais recentemente ser uma esperança para mulheres cuja disfunção sexual está relacionada com a ingestão de antidepressivos. Ainda assim, os dados sobre essa opção são escassos.


Leia também: Alimentos que despertam o tesão


Por Danilo Barba | Sexo Oposto



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):