| em 22 janeiro 2015

Fique atento ao excesso de suor


Suar demais pode ser sinal de alerta e alguns alimentos podem piorar o problema.



Foto Reprodução

O suor é um incômodo muito comum do verão. Mas, para algumas pessoas, transpirar é um grande problema. Isso porque tem muita gente que sofre com um mal chamado hiperidrose, que é o excesso de suor. Geralmente, as palmas das mãos, as solas dos pés, o couro cabeludo, rosto e axilas (deixando aquela famosa marca de pizza).

Naturalmente, o suor serve para equilibrar a temperatura corporal, o que é importante para o bom funcionamento do organismo. A produção de suor chama-se sudorese.

O nosso corpo trabalha bem quando a temperatura interna fica em torno de 36,5 graus. Sempre que a temperatura corporal aumente muito, o cérebro manda sinais para as glândulas sudoríparas entrarem em ação. A hiperidrose acontece quando o sistema nervoso manda as glândulas sudoríparas produzirem suor mais do que o normal.

Usar desodorantes ajuda a aliviar o problema. Sempre passe o produto com o corpo seco, para evitar alergias e melhorar o resultado. Antes de usar um tecido, preste atenção se ele é arejado. Os que permitem a passagem do ar, como o algodão, facilitam a vida de quem sua demais.

Mantenha as axilas e virilha depiladas, ajudam a evaporar o suor e diminuir a proliferação de bactérias, responsáveis pelo mau cheiro. E nos pés, use talco ou mesmo o antitranspirante usado nas axilas, que funcionará reduzindo a transpiração.

Quanto mais fechado for o tecido (como poliéster e nylon), mais difícil será para o corpo se resfriar. Outra dica é fugir de alimentos ricos em carboidratos, como a pimenta, a feijoada e tutu de feijão, o churrasco, café, chá mate e refrigerantes de cola. Todos eles aumentam a temperatura do corpo.


Leia também: Cuidados que você deve ter com seu corpo nos dias de calor intenso, como desidratação, suor excessivo e problemas para dormir.


Fonte: Jornal Expresso RJ



Arquivado em | , .





Receba novas postagens por e-mail


ATENÇÃO! - As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Comentário(s):